AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA

O QUE É ?

A avaliação neuropsicológica é um procedimento que tem como objetivo investigar quais as funções cognitivas que estão preservadas e as que estão comprometidas. Ela possibilita estabelecer tipos de intervenção e de reabilitação particulares e específicas para pacientes com disfunções adquiridas ou genéticas, primariamente neurológicas ou secundárias a outros distúrbios.

Esta intervenção busca esclarecer os distúrbios de atenção, memória e sensopercepção, além de alterações cognitivas específicas como gnosias, abstração, capacidade de raciocínio, cálculo e planejamento, bem como seus diagnósticos diferenciais.

É utilizada para nortear indicações terapêuticas de reabilitação, com técnicas específicas aplicadas a distúrbios por déficit de atenção, com ou sem hiperatividade associada, diagnóstico diferencial dos déficits cognitivos e avaliação de distúrbios mentais, assim como, as demências (isquêmica por multi-infartos, Alzheimer e outras) sendo, também, útil para o diagnóstico diferencial de depressão.

A AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA

É SOLICITADA NOS DIFERENTES

CONTEXTOS DE ATUAÇÃO :

ESCOLAR|HOSPITALAR

ENVELHECIMENTO|FORENSE

 

A avaliação neuropsicológica permite avaliar sujeitos com alterações cognitivas e comportamentais decorrentes de acidente vascular cerebral (AVC), traumatismos craniencefálicos, encefalites, meningites, comprometimento cognitivo leve, doença de Alzheimer, demência frontotemporal, demência vascular, demência com corpúsculos de Lewy, quadros degenerativos a esclarecer, alteração de humor incluindo depressão e ansiedade, queixas de dificuldade de memória e de atenção a esclarecer, transtorno de aprendizagem, dentre outros.

 

 

PRINCIPAIS OBJETIVOS:

  • Facilitador no diagnóstico diferencial de quadros neurológicos e transtornos neuropsiquiátricos;

  • Acompanha a evolução de quadros neurológicos e psiquiátricos, tratamentos clínicos medicamentosos e cirúrgicos;

  • Analisa a natureza e o grau de alterações cognitivas e comportamentais;

  • Norteia programas de reabilitação voltados para as alterações cognitivas, comportamentais e de vida diária dos pacientes.

DOENÇA DE ALZHEIMER (DA) 

A Avaliação Neuropsicológica é o principal instrumento para diagnosticar o tipo e a intensidade dos distúrbios de atenção, memória e desempenho intelectual, permitindo acompanhar, em exames sucessivos, a progressão mais rápida ou lenta da DA, oferecendo nas fases iniciais a possibilidade de diferenciar os sintomas da DA da depressão.

TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO COM HIPERATIVIDADE

É bastante comum e se caracteriza por dificuldade em manter a atenção, inquietude acentuada (por vezes hiperatividade) e impulsividade. Ele também é chamado de Distúrbio do Déficit de Atenção. É mais comum na infância, embora, em muitos casos, o transtorno acompanhe o indivíduo na vida adulta. Nestes casos, os sintomas são mais brandos, quando comparados aos de crianças. A avaliação neuropsicológica permite, além do diagnóstico, a diferenciação de um distúrbio de atenção secundário apenas a ansiedade, nervosismo e preocupações, além de estimar a intensidade do problema e permitir, em exames sucessivos, o resultado do tratamento.

 

EPILEPSIA 

É comum que os pacientes epilépticos tenham queixa de episódios de “desligamentos” os quais não são necessariamente de natureza epiléptica. Nesses casos, tais desligamentos estar associado a ansiedade, o que pode ser identificado numa avaliação neuropsicológica. Os distúrbios da memória em pacientes epilépticos podem relacionar-se com alterações anatômicas ou funcionais de regiões do cérebro associadas à memória ou, então, serem decorrentes de distúrbio de atenção ou ansiedade. Isto é diferenciado pela avaliação neuropsicológica.
Os pacientes candidatos à cirurgia de epilepsia passam pela avaliação neuropsicológica. O objetivo é indicar a possibilidade de sequelas que venham ser provocadas pela intervenção cirúrgica, como perda de memória e da fala.

 


DEPRESSÃO 

é um distúrbio complexo do humor e não um quadro simples de tristeza. É uma doença do corpo como um todo, físico e mental, com alteração do humor e do pensamento. Na Depressão observa-se perda de memória, desatenção, lentidão, incapacidade de tomar decisões, extrema irritabilidade, fadiga crônica, falta de apetite e dores sem explicação. A avaliação da memória, da atenção, da ansiedade e da depressão com aplicação na neurologia, psiquiatria e psicologia é feita com a avaliação neuropsicológica.

 

DEPRESSÃO X DOENÇA DE ALZHEIMER

A avaliação neuropsicológica na Doença de Alzheimer (DA) é o principal instrumento para diagnosticar o tipo e a intensidade dos distúrbios de atenção, memória e desempenho intelectual, permitindo acompanhar, em exames sucessivos, a progressão mais rápida ou lenta da DA, oferecendo, nas fases iniciais, a possibilidade de diferenciar os sintomas da DA da depressão.

© 2012 Todos os Direitos Reservados

Andrea Gadea Heringer

Psicóloga Clínica | Neuropsicóloga |  Personal & Professional Coaching

Avenida Lavandisca 741

Conj 48 | 4o. andar | Moema | São Paulo

e.mail: andreagadea@andreagadea.com

 

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • LinkedIn - White Circle