Psicoterapia com Orientação Cognitiva Comportamental

 

 

  • É uma abordagem da psicologia clínica cujo modelo cognitivo propõe que o pensamento disfuncional (que influencia o humor e o pensamento do paciente) é comum a todos os transtornos psicológicos.

  • Este modelo de psicoterapia não utiliza técnicas e ferramentas isoladas de forma mecânica, mas sim a compreensão da história do paciente e de como este aprendeu a desenvolver padrões de pensamentos. Levam-se em consideração as interpretações dos eventos e o impacto dos mesmos na qualidade de vida do paciente.

  • Se diferencia de outras formas de abordagens dentro da psicologia clinica por ser um modelo de psicoterapia breve e ter eficácia comprovada através de estudos empíricos em várias áreas de transtornos emocionais.

  • Todas as ações envolvem o pensar, sentir e agir; equilibrar estas cognições é um dos maiores desafios da mente humana. 

  • A auto-percepção e a auto-observação equilibram a forma de transitar entre as cognições.

  • A intervenção cognitiva comportamental possui um sentido amplo, auxilía o individuo em suas dificuldades presentes levando em consideração suas dificuldades históricas, visa transmitir habilidades cognitivas a fim de capacitá-lo a gerenciar sua vida sem os prejuízos emocionais e comportamentais vivenciados anteriormente.

  • A psicoterapia com orientação cognitiva comportamental centraliza-se nos processos cognitivos: percepção, atenção, associação, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento, linguagem, representação, atribuição de significados, comportamento.

  • A terapia cognitiva comportamental tem sido amplamente testada desde que foram publicados os primeiros estudos  científicos em 1977 (Rush, Beck, Kovacs e Hollon, 1977). 

  • Estudos científicos demonstraram a eficácia da terapia cognitiva-comportamental para uma ampla gama de transtornos psiquiátricos, problemas psicológicos e problemas médicos com componentes psicológicos: depressão, transtorno de ansiedade, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno de pânico, fobias (agorafobia, fobia social), transtorno obsessivo compulsivo, transtorno de conduta, abuso de substância, TDAH, ansiedade pela saúde, transtorno dismórfico corporal, transtornos de personalidade, transtorno de hábitos e dos impulsos, transtorno bipolar (com medicação) e transtornos de personalidade. 

© 2012 Todos os Direitos Reservados

Andrea Gadea Heringer

Psicóloga Clínica | Neuropsicóloga |  Personal & Professional Coaching

Avenida Lavandisca 741

Conj 48 | 4o. andar | Moema | São Paulo

e.mail: andreagadea@andreagadea.com

 

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Google+ - White Circle
  • LinkedIn - White Circle